7 teimosos mitos de condicionamento físico

Não deixe que um desses equívocos musculares se interponha entre você e um treino para queimar calorias e modelar o corpo. exercício, especialmente seu efeito na perda de peso. Siga qualquer um desses conselhos imprecisos e você pode acabar perdendo tempo, energia e dinheiro, ou até mesmo se machucando.

Não há necessidade de explodir um detector de mentiras, no entanto. Jason Greenspan, um personal trainer certificado pelo ACE (American Council on Exercise) e fundador da Practical Fitness & Wellness, identificou as sete noções mal-entendidas mais comuns e persistentes sobre fitness e ofereceu a verdade honesta para ajudá-lo a construir um corpo forte e magro.

Mito: O músculo "pesa" mais do que a gordura.

Realidade: Uma libra é uma libra é uma libra - a menos que você esteja desafiando as leis da física. Nenhuma substância pesa mais do que outra, a menos que realmente pese mais. Simplificando: meio quilo de gordura pesa o mesmo que meio quilo de músculo. "A diferença é que a gordura é mais volumosa do que o tecido muscular e ocupa mais espaço sob a pele", diz Greenspan. Na verdade, meio quilo de gordura é quase do tamanho de uma pequena toranja; meio quilo de músculo é aproximadamente do tamanho de uma tangerina. Mas essa tangerina é um tecido ativo, o que significa que ela queima mais calorias em repouso do que a gordura.

Mito: O treinamento com pesos converte gordura em músculo.

Realidade: Isso é fisicamente impossível, diz Greenspan. "A gordura e o tecido muscular são duas substâncias completamente diferentes. Exercícios como o treinamento de força ajudam a construir músculos, o que estimula a perda de gordura aumentando seu metabolismo de repouso para que você possa queimar mais calorias ao longo do dia." Para obter uma aparência magra, você precisa construir músculos por meio do treinamento com pesos e, ao mesmo tempo, perder gordura - mas um não se torna o outro magicamente.

Mito: Levantar pesos pesados ​​fará com que as mulheres cresçam.

Realidade: simplesmente não produzimos testosterona suficiente, o hormônio sexual masculino que estimula o crescimento muscular, para obter músculos grandes e idiotas. Levantar pesos às vezes leva a culpa por adicionar volume porque, se você ainda não eliminou gordura corporal extra, pode dar a ilusão de que está ficando maior, diz Greenspan. Mas os músculos aumentam o metabolismo, então não tenha medo dos halteres de 20 libras (ou, pelo menos, trabalhe até eles).

Mito: você pode perder quilos extras.

Realidade: embora caminhar seja um bom exercício e a maioria dos americanos não o faça o suficiente, se você quiser perder uma quantidade notável de peso, não é o melhor método, pois é de baixa intensidade e não queima muitas calorias durante ou depois. Para encolher substancialmente sua barriga e mantê-la plana, Greenspan diz que você deseja uma abordagem integrada de treinamento de força, cardio (de preferência intervalos) e uma dieta com controle de calorias. Adicionar alguns quilômetros extras em seus pés diariamente como parte de um plano geral de perda de peso é bom e bom para sua saúde, mas só isso provavelmente não levará a resultados significativos na balança.

Mito: Você queimará mais gordura com o estômago vazio.

Realidade: O corpo queima aproximadamente a mesma quantidade de flacidez, quer você coma ou não antes do treino, diz Greenspan. Mas seu corpo também precisa de combustível para ter o melhor desempenho, construir músculos e queimar calorias, então você deve sempre comer algo leve cerca de 30 a 45 minutos antes do exercício, como um shake de proteína, iogurte ou um pedaço de trigo integral pão com manteiga de amendoim.

Mito: Você deve fazer cardio e força em dias separados.

Realidade: de acordo com Greenspan, não há razão científica para manter os dois isolados e você aumenta suas chances de atingir seu objetivo - seja saúde, força ou tamanho das calças - combinando-os. E há toda aquela vantagem de economizar tempo. Greenspan sugere fazer um circuito onde você alterna entre exercícios combinados (agachar para remar ou pressionar, por exemplo) e rajadas curtas de cardio de alta intensidade (como correr na esteira). Indo e voltando assim com o mínimo de descanso aumenta a força e aumenta sua frequência cardíaca ainda mais do que meia hora típica no elíptico ou Stairmaster em ritmo moderado.

Mito: O treinamento cardiovascular longo e lento queima mais gordura.

Realidade: embora seja verdade que treinos longos e lentos vão usar mais gordura para gerar energia, eles não são o melhor caminho para perder gordura; em vez disso, concentre-se no total de calorias queimadas durante e após o treino. Abandone 75 minutos de entorpecimento mental para uma caminhada lenta na esteira e faça um treinamento intervalado ou exercícios de alta intensidade pela metade ou até um quarto desse tempo, o que mata mais calorias em um ritmo mais rápido e mantém seu metabolismo acelerado após -gym sesh.

  • Por editores de forma

Comentários (2)

*Estes comentários foram gerados por este site.

  • liete g mariam
    liete g mariam

    Muito bom hein!

  • Malaika V. Carlos
    Malaika V. Carlos

    Protudos exelentes estao de parabens.eu recomendo.

Deixe o seu comentário

Ótimo! Agradecemos você por dedicar parte do seu tempo para nos deixar um comentário.